Falecida nesta domingo, corpo da atriz, apresentadora de TV e cantora, Lolita Rodrigues será cremedo nesta segunda em João Pesso

Falecida nesta domingo, corpo da atriz, apresentadora de TV e cantora, Lolita Rodrigues será cremedo nesta segunda em João Pesso

Por Edmilson Pereira - em 4 meses atrás 2311

Morreu em João Pessoa, neste domingo (05), a atriz Sylvia Gonçalves Rodrigues Leite, nacionalmente conhecida como Lolita Rodrigues. Ela tinha 94 anos de idade e morreu no Hospital Nossa Senhora das Neves, de pneumonia. O óbito foi registrado às 4h30. Ela morava em João Pessoa de o ano de 2015 na companhia da filha, a médica  Silvia Regina Rodrigues Leite, que também é professora de uma universidade particular.

A filha da artista informou  que o corpo de Lolita será cremado nesta segunda-feira (06) numa cerimônia restrita apenas à família, em João Pessoa.

Pioneira na televisão

Sylvia Gonçalves Rodrigues Leite, a Lolita Rodrigues, nasceu em Santos, em São Paulo, e faz parte da geração precursora da TV no Brasil. Atriz, apresentadora e cantora, ela cantou o hino da TV brasileira na estreia da TV Tupi, em setembro de 1950.

Filha de espanhóis, Lolita teve a carreira permeada por personagens que falavam com sotaque castelhano. Em “Sassaricando” (1987), por exemplo, ela interpretou a espanhola Aldonza, mãe de Tancinha (Claudia Raia). Voltou a interpretar uma espanhola em “Terra Nostra” (1999), mais uma vez sendo mãe de Claudia Raia na ficção. Em seu último trabalho na TV, a artista interpretou Noêmia, avó de Luciana (Alinne Moraes), na novela Viver a Vida (2009).

Após se aposentar, Lolita fez poucas aparições públicas. Uma delas foi prestigiando o lançamento de “Flor do Caribe” (2013), enquanto ainda morava no Sudeste. Se mudou para a Paraíba em julho de 2015, e decidiu passar a aposentadoria reclusa, na companhia da única filha, Silvia Rodrigues, que trabalha e mora em João Pessoa.

Carreira

Em 1939, aos dez anos, iniciou sua carreira participando de radionovelas na Rádio Record, em São Paulo. Seguiu carreira participando de radionovelas e como cantora de rádio, passou pelas rádios BandeirantesCultura e Tupi, chegando a ganhar dois Troféus Roquette Pinto como “Melhor Cantora”. Na inauguração da TV Tupi, em 1950, Lolita substituiu Hebe Camargo, sua amiga de longa data, e cantou o hino especialmente feito para aquela ocasião, o Hino da Televisão Brasileira,

com letra do poeta Guilherme de Almeida. Junto com seu marido, Aírton Rodrigues, apresentou, a partir de 1956 e durante longos anos, os programas “Almoço com as Estrelas” e “Clube dos Artistas”, na TV Tupi de São Paulo, onde fizeram grande sucesso. Após 31 anos de casamento, o casal se separou, porém não oficialmente; Aírton morre alguns anos depois, tornando-a oficialmente viúva.

O sonho de Lolita era se tornar atriz, realizando-se em 1957, a convite de Cassiano Gabus Mendes, quando interpretou a cigana Esmeralda, sua primeira protagonista na telenovela O Corcunda de Notre Dame, exibida às terças e sextas-feiras, onde cantava, dançava, representava e tocava castanholas. Ela também participou da primeira telenovela diária, a 2-5499 Ocupado, formando o triângulo romântico com Glória Menezes e Tarcísio Meira. No dia 7 de abril de 2000, foi convidada, junto com Hebe Camargo e Nair Bello, para uma entrevista no Programa do Jô na Rede Globo.[6] Por décadas, as três foram grandes amigas. Lolita e Nair contracenaram nas telenovelas A ViagemUga UgaKubanacan e no Zorra Total. Em 2009, é lançado De Carne e Osso, biografia de Lolita Rodrigues escrita pela jornalista Eliana Castro, que faz parte da Coleção Aplauso, da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo. Na biografia, a atriz relata sua carreira e a grande amizade com Hebe, que a considerava sua melhor amiga.