Matemática, Leitura e Ciências: Brasil piora desempenho em todas as avaliações do principal estudo sobre educação do mundo

Matemática, Leitura e Ciências: Brasil piora desempenho em todas as avaliações do principal estudo sobre educação do mundo

Por Edmilson Pereira - em 3 meses atrás 332

As notas dos estudantes brasileiros caíram nas três provas do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa, na sigla em inglês) de 2022, divulgado nesta terça-feira (05). O estudo avaliou conhecimento e habilidades em Matemática, Leitura e Ciências de alunos na faixa dos 15 anos de 81 países e economias. O levantamento também traz informações sobre violência, bullying e a vivência dos estudantes durante a pandemia de covid-19.

Pela primeira vez, o desempenho nacional nas três áreas foi pior na comparação com o estudo anterior: as notas dos estudantes caíram de 412,9 (em 2018) para 410,4 em Leitura (em 2022), de 383,6 para 378,7 em Matemática e de 403,6 para 403 em Ciências. O levantamento é feito desde 2000 e dá notas de zero a 600 pontos: quanto mais alto o valor, melhor avaliado é o país no Pisa.

O resultado indica uma reversão do cenário que o país havia obtido no comparativo das edições de 2015 e 2018, quando os estudantes nacionais tinham melhorado nas três avaliações. O estudo é feito a cada três anos pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e é considerado pelo Ministério da Educação (MEC) como o principal levantamento sobre educação no mundo. Matemática foi escolhida a prioritária da edição deste ano.

Os alunos de Singapura, na Ásia, são os com as melhores notas em todas as avaliações. As notas do Camboja ocupam as piores colocações no levantamento.

A pontuação média em Matemática foi 472 pontos, Leitura registrou 476 e Ciências, 485.

Desempenho brasileiro

O resultado, em Matemática, fez o Brasil ficar na 65ª colocação entre os 81 países e economias avaliados. Na América Latina, o país fica à frente apenas de Argentina e Paraguai no quesito. Segundo o estudo, 27% dos estudantes alcançaram o nível de proficiência dois na disciplina — quando a média do levantamento é 69%.

Além disso, apenas 1% dos estudantes no Brasil foram classificados com desempenho excepcional em Matemática, ou seja, atingiram o nível cinco ou seis: a média da OCDE é 9%.

A avaliação do Pisa mede a “eficácia com que os países preparam os alunos para utilizar a Matemática em todos os aspectos das suas vidas pessoais, cívicas e profissionais”. Veja os melhores colocados e a posição do Brasil nesta prova:

  • 1. Singapura: 574,7
  • 2. Macau (China): 551,9
  • 3. Taipei Chinês: 547,1
  • 4. Hong Kong (China): 540,4
  • 5. Japão: 535,6
  • 65. Brasil: 378,7

Em Leitura, os alunos brasileiros ficaram na 64ª colocação geral (veja ranking abaixo), o equivalente ao terceiro melhor na América Latina, atrás de Chile e Uruguai. Segundo o estudo, alfabetização em Leitura significa “compreender, usar, avaliar, refletir e interagir com os textos para atingir seus objetivos, desenvolver seu conhecimento e potencial e participar na sociedade”.

  • 1. Singapura: 542,6
  • 2. Irlanda: 516,0
  • 3. Japão: 515,9
  • 4. Coreia do Sul: 515,4
  • 5. Taipei Chinês: 515,2
  • 64. Brasil: 410,4

A pior classificação brasileira é no ranking de Ciências74º lugar (confira abaixo), o que coloca o Brasil na oitava posição na América Latina, superior a países como Republica Dominicana, Paraguai e Guatemala, por exemplo. Segundo o Pisa, a avaliação dessa área envolve a explicação de fenômenos científicos, como, por exemplo, “reconhecer, oferecer e avaliar explicações para uma série de fenômenos naturais e tecnológicos”.

  • 1. Singapura: 561,4
  • 2. Japão: 546,6
  • 3. Macau (China): 543,1
  • 4. Taipei Chinês: 537,4
  • 5. Coreia do Sul: 527,8
  • 74. Brasil: 403

Fonte: Jornal Zero Hora

Foto: Reprodução