Bancos suspendem empréstimos após redução nos juros do consignado do INSS determinada pelo Ministério da Previdência

Bancos suspendem empréstimos após redução nos juros do consignado do INSS determinada pelo Ministério da Previdência

Por Edmilson Pereira - em 12 meses atrás 494

Três dias após o Conselho Nacional de Previdência Social aprovar a queda dos juros do empréstimo consignado do INSS, bancos começaram a suspender a oferta dessa modalidade para aposentados e pensionistas.

O Conselho, conforme medida assinada pelo ministro da Previdência, Carlos Luppi, reduziu de 2,14%para 1,70% ao mês a taxa mínima de juros no empréstimos pessoal.

Entre as instituições que interromperam a concessão estão Bradesco, Itaú, Pan Daycoval e Mercantil do Brasil.

Em nota divulgada nesta quinta-feira (16), a Federação Brasileiro de Banco alegou que os novos tetos têm elevado risco de reduzir a oferta do crédito consignado, levando um público carente de opções de créditos acessível, a produtos que possuem em sua estrutura taxas mais caras, produtos sem garantias, pois uma parte considerável já está negativada.

A Febraban reforçou, no entanto, que cada banco segue sua estratégia comercial de negócio na concessão, ou não, da linha de crédito consignado para beneficiários do INSS.

Na segunda-feira, também, o plenário do CNPS decidiu que o índice para o cartão de crédito consignado chegará até o teto de 2,62%, contra os 3.06% vigentes.

Fonte: Carta Capital

Foto: Divulgação