Polícia encontra arma e sangue em barco usado por irmão do jogador Messi

Por Edmilson Pereira - em 1 semana atrás 140

Matías Messi, irmão mais velho do jogador Lionel Messi, do Barcelona, foi detido por porte ilegal de armas após supostamente sofrer um acidente aquático. Em comunicado, a família de Matías diz que ele se feriu quando a lancha que dirigia colidiu com um banco de areia. A polícia diz ter encontrado um revólver dentro de seu barco, assim como diversas manchas de sangue.

O advogado de Matías Messi, Ignacio Carbone, disse à “Rádio Continental” que o seu cliente está internado em um hospital à espera de uma intervenção cirúrgica facial pelas lesões ósseas sofridas no rio Paraná, província de Santa Fé.

“Ele ficou internado para tratamento, em observação. O boletim médico indica repouso absoluto. No que diz respeito à questão jurídica, entrei em contato com o promotor da causa para me colocar à disposição”, disse Carbone.

Segundo o advogado, o irmão mais velho do capitão do Barcelona ainda está em observação. Além disso, Carbone disse que a Promotoria emitiu uma ordem de detenção porque foram encontradas “manchas de sangue” e Matías “não estava presente”.

Fontes judiciais asseguraram à agência oficial de notícias “Télam” que na embarcação foi encontrada uma pistola.

“A Promotoria teria encontrado uma arma sem registro na embarcação. Descartamos que exista uma arma que seja de propriedade dele. Antecipo que ainda não tivemos acesso ao dossiê e não posso certificar a existência de uma arma na embarcação”, acrescentou Carbone, que disse que não sabe se Lionel falou com seu irmão e garantiu que Matías Messi nunca esteve foragido, mas internado.

“Não tem armas, não possui armas, a priori a família descartou a tal arma seja dele. Não sabemos se ele estava sozinho, acompanhado ou se alguém entrou na embarcação depois do acidente”, explicou.

O diretor médico do hospital onde o irmão de Messi está internado disse à emissora “Rádio 2” que, apesar de ter que passar por cirurgia, o “quadro clínico” do irmão mais velho do atacante do Barcelona “é bom”.

No dia 3 de outubro de 2015, Matías Messi foi detido pela polícia de fronteiras, que apreendeu uma arma que não estava registrada.

Fonte: Agência EFE