CORONAVÍRUS: Arquidiocese da Paraíba suspende a celebração de missas, batismos e casamentos

Por Edmilson Pereira - em 4 meses atrás 146

A Arquidiocese da Paraíba decidiu, nesta quinta-feira (19), suspender a celebração de missas com a participação de fiéis. O arcebispo da Paraíba, Dom Manoel Delson , justifica que a decisão está sendo adotada em função do avança da pandemia do coronavírus no Estado e em sintonia com as orientações das autoridades sanitárias e de saúde, em comunhão com as dioceses e arquidioceses da Regional Nordeste 2, que inclui Estados do Nordeste. “O intuito é preservar a saúde de todo povo de Deus”, reforça o arcebispo Dom Delson.

  1. Estão suspensas, a partir desta data, 19 de março de 2020, as Celebrações Eucarísticas com a participação do povo em todo território desta Arquidiocese.
  2. As Missas Dominicais sejam celebradas a portas fechadas nas matrizes de cada Paróquia com, na medida do possível, transmissão online para os fieis através das plataformas digitais oficiais da Paróquia.
  3. Que os padres celebrem diariamente e de forma privada a Santa Eucaristia e Adoração ao Santíssimo Sacramento na intenção dos profissionais de saúde, das vítimas da pandemia e pelas intenções do povo de Deus (pro populo);
  4. Os fieis poderão, ainda, acompanhar as celebrações transmitidas regularmente nas emissoras de TV e rádio, nos horários convencionais disponibilizados;
  5. As celebrações da Semana Santa deverão acontecer obedecendo as orientações do item 2 desta nota. A Missa dos Santos Óleos será presidida pelo Arcebispo, na Catedral Basílica, concelebrada apenas pelos membros do Conselho Presbiteral, em comunhão com todo clero e povo de Deus que irá acompanhar através dos meios de comunicação;
  6. Os Sacramentos do Batismo e do Matrimônio deverão ser adiados para um tempo oportuno. Caso não seja possível, os mesmos devem ser celebrados em privado, com reduzido número de pessoas;
  7. As confissões, a unção dos enfermos e a celebração das exéquias sejam realizadas somente em casos de extrema necessidade, tomando os devidos cuidados;
  8. O horário de funcionamento das secretarias paroquiais serão definidos pelos Párocos ou Administradores Paroquiais de acordo com as necessidades;
  9. Diante dos inadiáveis compromissos econômicos das Paróquias (despesas fixas, salários dos funcionários, etc), solicitamos que os fieis mantenham a fidelidade ao dízimo, devendo cada Paróquia encontrar os meios para que isso aconteça.

Concluindo as determinações, invocamos a maternal intercessão de Nossa Senhora das Neves, padroeira da Paraíba, e do glorioso São José, patrono universal da Igreja, para que continuem intercedendo por nós neste momento de tamanha aflição. Convocamos a todos para que intensifiquemos as nossas orações, na certeza de que Jesus Cristo, o Bom Pastor, nos conduzirá na superação deste tempo de provação.

Que Deus abençoe a todos!

João Pessoa, 19 de março de 2020

Dom Frei Manoel Delson Pedreira da Cruz, OFMCap
Arcebispo da Paraíba

PDF: orientações arquipb 19.03