Senado Federal aprova PEC que obriga pagamento de piso de R$ 4.750,00 aos enfermeiros

Senado Federal aprova PEC que obriga pagamento de piso de R$ 4.750,00 aos enfermeiros

Por Wamberto Ferreira - em 2 meses atrás 453

O Senado aprovou, nesta quinta-feira (03),  a Proposta de Emenda à Constituição 11/2022, que coloca na lei maior do país, ou seja, na Constituição Federal,  a obrigatoriedade do pagamento do piso a enfermeiros, técnicos, auxiliares e parteiras. O Congresso Nacional já aprovou o piso de R$ 4.750,00, mas a falta do texto constitucional poderia gerar questionamentos jurídicos. A PEC, apresentada pela senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA), foi relatada pelo senador Davi Alcolumbre (União-AP) que afirmou, junto com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, que o desafio agora será garantir os recursos para a efetivação desse pagamento.

O Senado e a Câmara dos Deputados já aprovaram um projeto que estabelece um piso de R$ 4.750 para os enfermeiros. A proposta, que também determina pisos salariais para técnicos e auxiliares de enfermagem e parteiras, ainda não foi enviada para sanção presidencial.

Para evitar questionamentos jurídicos quanto ao pagamento do piso, o Senado aprovou uma proposta de emenda à Constituição que inclui na lei maior do país a obrigatoriedade do pagamento do piso, como já acontece com os professores.

A PEC foi apresentada pela senadora Eliziane Gama, do Cidadania do Maranhão, que homenageou os profissionais que faleceram durante a pandemia.

Fazendo referência aos 776 enfermeiros do Brasil que não tiveram a oportunidade de acompanhar esse momento porque infelizmente morreram durante o período de enfrentamento da pandemia no Brasil. Valorização de uma categoria tão importante e tão fundamental para o Brasil que tiveram na linha de frente do enfrentamento agora no período de pandemia.

O relator, Davi Alcolumbre, senador do União Brasil do Amapá, explicou como a PEC permitirá o pagamento do piso salarial, para sanar o problema da constitucionalidade essa matéria foi apresentada justamente a PEC 11. “Uma emenda constitucional que eu tenho a oportunidade de relatar para que na Constituição Federal fazendo pequenos ajustes numa redação e mudando um artigo da Constituição, a gente possa assegurar a votação do piso tão sonhado por todos nós e todos os profissionais da saúde”.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, ressaltou que o desafio agora é a busca dos recursos para garantir o pagamento do piso. “Uma busca muito enérgica por parte do Senado Federal e da Câmara dos Deputados que é de fato da fonte pra que possamos ter a garantia de que esse piso nacional possa ser implementado e efetivado no Brasil”.

Fonte: Paraíba Notícia e Agência Senado