Na primeira partida da decisão do Paraibano 2022, Botafogo perde para o Campinense no Almeidão

Na primeira partida da decisão do Paraibano 2022, Botafogo perde para o Campinense no Almeidão

Por Edmilson Pereira - em 6 dias atrás 137

Venceu o jogo a equipe que jogou melhor, que teve mais objetividade de jogadas, foi mais eficiente em campo e que não  se intimidou com o adversário, que jogava em casa e com o apoio de 100% de sua torcida, até porque, por recomendação do Ministério Público Estadual, foi um confronto de torcida única. Dito isso, o Campinense Clube derrotou o Botafogo, na tarde deste sábado (14), por 2 x 1, na primeira das duas partidas decisivas na disputa do título de campeão paraibano da temporada 2022. O Segundo jogo será realizado no sábado (21), às 16 horas, no estádio Amigão, em Campina Grande.

Os três gols da partida foram todos marcada na segunda etapa. O Belo saiu na frente com Alessandro, mas a dupla Olávio e Dione  deu a vitória à Raposa., que agora joga com vantagem no último confronto. Caso não perca o jogo da volta, garante o título invicto.

Jogando em casa, Gerson Gusmão teve quase todo mundo à disposição, com exceção do lateral-esquerdo Bruno Ré. Já Ranielle Ribeiro não contou com Hugo Freitas, e escalou o que tinha de melhor para enfrentar a partida longe de seus domínios.

Os 90 minutos foram de uma partida muito truncada e, apesar dos três gols, as oportunidades foram escassas.

Logo no começo da partida, aos 3 minutos, Emerson, principal jogador rubro-negro em campo, fez boa jogada pela esquerda e tocou para Olávio, que errou o chute, mas a bola subiu e quase André Mascena chegou para desviar de cabeça para abrir o placar.

Aos 14 minutos os donos da casa avançaram pela direita com Leilson, que chutou cruzado para a pequena área, e Mauro Iguatu precisou intervir e espalmar a bola que tinha endereço em Gustavo Coutinho.

Durante todo primeiro tempo, o Campinense insistiu nas saídas de bola por baixo, desde Mauro Iguatu, e em uma saída equivocada, Esquerdinha tocou para Gustavo Coutinho. O camisa 9 encontrou Alan Grafite, que bateu de canhota, mas o goleiro se recuperou e espalmou a bola para escanteio.

Já perto do intervalo, aos 43 minutos, em novo erro defensivo raposeiro, Esquerdinha encontrou Gustavo Coutinho, que driblou o arqueiro adversário, mas quando ia chutar, o zagueiro Cleiton chegou para impedir o arremate.

Segundo tempo

Depois do intervalo, o ritmo do jogo caiu ainda mais e a primeira oportunidade veio apenas aos 15 minutos, quando Dione cobrou escanteio e Olávio subiu mais que todo mundo para cabecear a direita da meta de Luís Carlos.

Foi preciso uma bola parada para as redes balançarem. Aos 20 minutos, Esquerdinha cobrou falta da esquerda, a bola passou por toda defesa, mas não por Alessandro, substituto de Bruno Ré, que desviou de cabeça e abriu o placar. A defesa da Raposa reclamou de irregularidade na jogada, mas o VAR confirmou o gol legal.

A desvantagem acordou a equipe de Campina Grande e, aos 25, Paulo Vitor, sozinho, errou o domínio de bola, que caiu nos pés de Erick Pulga. O atacante aproveitou a bagunça defensiva botafoguense e mandou para a marca do pênalti, onde Olávio tocou por baixo do arqueiro para deixar tudo igual.

O Botafogo-PB sentiu demais o gol e, aos 36 minutos, mais uma vez a defesa falhou do lado direito, Emerson aproveitou para chutar e Luís Carlos rebateu. Na sobra, Olávio tentou arrematar, mas foi travado, e foi a vez de Dione se antecipar a Paulo Vitor para encher o pé e fuzilar a meta, virando o jogo no Almeidão.

Com a vitória por 2 a 1, o Campinense pode até empatar para ficar com a taça de campeão, e de forma invicta na partida do próximo sábado (21). Ao Botafogo-PB, resta vencer por um gol de vantagem para decidir nos pênaltis ou por dois ou mais de diferença para ficar com a taça dentro dos 90 minutos.

Antes do novo confronto, porém, os dois times têm compromisso pela Série C. Na quarta (18), a Raposa pega o Ypiranga-RS, às 16h, no Amigão, enquanto pouco depois, às 20h, o Belo encara o Vitória, em Salvador.

Ficha técnica

Botafogo-PB 1 x 2 Campinense

Campeonato Paraibano 2022
Final – Jogo de ida
Estádio: Almeidão (João Pessoa)

Arbitragem: Rodolfo Toski Marques (FIFA-PR); Brígida Cirilo Ferreira (FIFA-AL) e Fernanda Nândrea Gomes (FIFA-MG)
VAR: Wagner Reway (FIFA-PB)

Gols: Alessandro (B); Olávio, Dione (C)
Cartões amarelos: Alessandro, Paulo Vitor (B); Magno (C)
Cartão vermelho: Patrick (C)

Botafogo-PB: Luís Carlos, Edvan (Elias), Gabriel Yanno, Paulo Vitor, Alessandro; Ratinho (Tinga), Pablo (Adilson Bahia), Esquerdinha; Leilson (Nádson), Alan Grafite (Kesley) e Gustavo Coutinho. Técnico: Gerson Gusmão.

Campinense: Mauro Iguatu, André Mascena, Michel Bennech, Cleiton, Emerson (Patrick); Magno, Jeferson Freitas, Dione (Douglas Lima); Luiz Fernando (Erick Pulga), João Paulo (Filipe Ramon) e Olávio. Técnico: Ranielle Ribeiro.

Fonte: Paraíba Notícia com informação do Vozdatorcida.com