Jeová Campos protesta contra extinção da banda 5 de Agosto e diz que ato é um atentado à memória cultural da Paraíba

Jeová Campos protesta contra extinção da banda 5 de Agosto e diz que ato é um atentado à memória cultural da Paraíba

Por Edmilson Pereira - em 4 meses atrás 151

No final de 2021, a Prefeitura de João Pessoa extinguiu a tradicional Banda 5 de Agosto, com a demissão de 53 músicos integrantes do grupo. Indignado, o deputado Jeová Campos afirmou que o ato da Prefeitura é um atentado à História da Paraíba.

Apoiador do movimento que surgiu nas redes sociais para juntar assinaturas contra a perda dessa importante parte do acerco cultural de João Pessoa, o parlamentar lamentou o fato da extinção da Banda e da demissão de 53 profissionais, ainda mais num momento tão delicado de pandemia. A Banda 5 de Agosto existia há 58 anos e uma de suas últimas apresentações foi no Natal dos Sentimentos, promovido pela Prefeitura.

Vinculada à Funjope – Fundação Cultural de João Pessoa – FUNJOPE, a Banda 5 de Agosto era conhecida não só na Paraíba, mas em vários estados pela qualidade de suas apresentações. Fundada em 1964, pelo então Maestro Tenente Lucena, a extinção da banda, de acordo com Jeová, é absurda não apenas pelo desemprego de todos os seus músicos – o que também se deve levar em consideração, mas também porque o ato unilateral da Prefeitura se configura em uma violência contra a população paraibana e sua memória histórica e cultural.

“A Banda iniciou em 1964 e foi institucionalizada por lei como a banda oficial da cidade de João Pessoa e sempre se apresentou nas ocasiões importantes da cidade com muita competência e beleza. Não podemos deixar que um equipamento desses deixe de existir, pois ele é antes de mais nada um patrimônio cultural da cidade e é por isso que apoio o movimento para juntar assinaturas contra esse ato inoportuno e que fere a história cultural e musical da capital paraibana”, finalizou Jeová.

Fonte: Paraíba Notícia e Assessoria de Imprensa