Jeová Campos comemora sucesso de evento com Lula e militância petista no Parque do Povo em CG

Jeová Campos comemora sucesso de evento com Lula e militância petista no Parque do Povo em CG

Por - em 1 semana atrás 78

O pré-candidato a suplente de senador, pelo PT (PB), deputado estadual Jeová Campos comemorou  o que ele classificou de apoteótico o encontro com o ex-presidente Lula, nesta terça-feira (02), no Parque do Povo, em Campina Grande, com lideranças petistas paraibanas e de vários estados do Nordeste.

  • Não teve forró, mas teve sanfona entoando o Hino Nacional Brasileiro no Parque do Povo. Não era festa junina em Campina Grande, mas tinha muita gente, alegria e energia boa. No lugar de expressões formando armas e incitando à violência, teve mãos que formaram corações e muita tranquilidade. Essa foi à tônica do ‘Movimento Vamos Juntos pelo Brasil’ que trouxe à Paraíba, nesta terça-feira (02), a maior liderança viva da história política do Brasil: Luis Inácio Lula da Silva.

“Hoje foi um  dia histórico, foi lindo e emocionante, foi um  marco que acendeu a militância e deu início a caminhada da vitória que vai eleger Lula, presidente, Ricardo Senador, Veneziano, Governador e muitos outros companheiros que irão resgatar o verdadeiro sentido de se fazer política que deve ser exercida com o firme propósito de mudar a vida das pessoas para melhor, especialmente, as mais humildes”, disse o deputado estadual e primeiro suplente de Senador, na chapa de Ricardo Coutinho, Jeová Campos.

No evento, que teve falas do ex-governador da Paraíba e pré-candidato ao Senado Federal, Ricardo Coutinho, do pré-candidato ao governo da Paraíba, Veneziano Vital do Rêgo (MDB), da presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, dos senadores Randolfe Rodrigues e Lindbergh Farias e até uma dancinha improvisada da esposa de Lula, Janja, o candidato do PT e de outros sete partidos coligados, reiterou seu compromisso com o país, com o povo brasileiro, com a democracia, com os  movimentos sociais, com a cultura, educação e saúde dos brasileiros. “Companheiros e companheiras o que vocês estão recebendo não é água da chuva, mas lágrimas de alegria dos anjos que estão comemorando antecipadamente o resultado destas eleições”, disse Lula abrindo seu discurso, num a referência a chuva que caia em meio à multidão que esteve no Parque do Povo.

Ele reiterou que a luta nestas eleições é contra o fascismo, contra aqueles que não se abalaram com a morte de milhares de pessoas na pandemia do Covid, contra os negacionistas, a fome que se instalou no país e contra o retrocesso. Lula agradeceu a Veneziano pela corajosa escolha de acolher sua candidatura, mesmo tendo seu partido candidato próprio e também a Ricardo Coutinho pela solidariedade e companheirismo de sempre, além do povo da Paraíba que sempre lhe confiou o voto e lhe deu expressiva vantagem em eleições passadas.

Lula lembrou de vários episódios que teve que enfrentar, mas, sustentou que a força do povo o fez resistir. “Eles nunca imaginavam que eu ia voltar com a vontade e força que tenho hoje, mas nenhum homem fica velho se tiver uma causa a defender e eu tenho várias causas a defender para o povo brasileiro”, disse ele. Lula falou de sua infância pobre, do sofrimento com a seca que o fez fugir do interior de Pernambuco num pau de arara com sua mãe, destacou a importância das águas da Transposição para o Nordeste, disse que não aceita ver tanta gente passando fome e que esse problema é também do  Governo. “São políticas públicas que resolvem esse problema e nós vamos resolvê-lo como já fizemos no passado”, afirmou Lula.

Sobre a polêmica das urnas eletrônicas, Lula disse que Bolsonaro não tem medo das urnas, mas do povo brasileiro. “Ele vai dar dinheiro para várias categorias tentando enganar o povo, se vocês receberem dinheiro, comprem comida, alimentem o filho de vocês, mas, não se iludam, pois essa ajuda é só até dezembro”, disse Lula, prometendo não privatizar a Caixa, o Banco do Brasil, resgatar o poder de compra do salário mínimo, ampliar a geração de empregos, realizar obras estruturantes em todo o país, resgatar o respeito da comunidade internacional que foi perdido com o atual governo e estimular o empreendedorismo de pequenas e médias empresas através do BNDES.

“A gente vai voltar a sorrir. Eu não quero mentir para vocês. Posso parecer bem mais novo, mas eu tenho 76 anos de idade e acabei de casar. Um cara que tem essa idade, que se apaixonou na cadeia, que escreveu 580 cartas para sua amada, que jurou amor eterno e estou dizendo por que esse é o  casamento que quero fazer com o povo brasileiro. Quero dedicar quatro anos de minha vida para provar que um torneiro mecânico é capaz de reconstruir um país destruído por doutores. Quero voltar a ver os aeroportos lotados de gente novamente. As pessoas mais humildes gostam de coisas boas também e merecem ter uma vida digna com oportunidades e no nosso governo voltarão a ter. Eu estou nessa porque quero ver esse país sorrir de novo.  Eu tenho 76 anos, mas energia de 30 anos”, disse Lula. Ele encerrou o discurso dizendo que o candidato a governador dele na Paraíba é Veneziano e o Senador, é Ricardo Coutinho.

Fonte: Paraíba Notícia com Assessoria de Imprensa