Em expansão, setor de serviços da Paraíba tem 3º maior crescimento do País, revela IBGE

Em expansão, setor de serviços da Paraíba tem 3º maior crescimento do País, revela IBGE

Por Edmilson Pereira - em 1 semana atrás 95

O setor de serviços na Paraíba apresentou expansão de 8,7% em março sobre fevereiro, alcançado a terceira maior taxa do País no indicador. A Pesquisa Mensal de Serviços divulgada pelo IBGE nesta quinta-feira (12), mostra que o crescimento da Paraíba ficou atrás apenas do Distrito Federal (10,3%) e de Sergipe (8,8%), mas bem acima da média nacional (1,7%).

Na comparação de março sobre o mesmo mês do ano passado, o volume de serviços prestados na Paraíba cresceu acima de dois dígitos (15,1%), índice também que ficou acima da média nacional (11,4%). No acumulado de janeiro a março, a taxa paraibana apresenta elevação de 7,3%.

Apesar da alta dos juros e da inflação persistente tirar o poder de compra e de consumo das famílias, afetando as perspectivas para o crescimento da economia em 2022, todas as cinco atividades investigadas pela pesquisa do IBGE cresceram no mês, com destaque para os transportes, para os serviços de informação e comunicação e serviços prestados às famílias. Das cinco grandes atividades, somente os serviços prestados às famílias não superaram o patamar pré-pandemia.

“Isso ocorre por causa da magnitude do impacto que esse setor sofreu com a necessidade de isolamento social, diminuição do deslocamento das pessoas e fechamento total ou parcial dos serviços considerados não essenciais”, lembra o gerente da pesquisa do setor de Serviços do IBGE, Rodrigo Lobo.

Ele acrescentou que “o índice de atividades turísticas avançou e o indicador vai na esteira de serviços prestados às famílias e transportes, crescendo também em março, muito influenciado pela alta de transportes aéreos, restaurantes, hotéis e serviços de bufê”, destacou o pesquisador.

TAXA DE CRESCIMENTO DO SETOR DE SERVIÇOS EM MARÇO

ESTADOS  CRESCIMENTO %
Distrito Federal             10,3%
Sergipe               8,8%
PARAÍBA                 8,7% 
Minas Gerais               6,4%
Alagoas               6,0%
Ceará               4,0%
Santa Catarina               4,2%
Bahia               3,6%
Goiás               3,2%
São Paulo               2,7%
Rio Grande do Norte               2,7%
Rio Grande do Sul               2,6%
Pernambuco               2,4%
Piauí               2,4%
Pará               1,6%
Espírito Santo               1,2%
Paraná               1,1%
Amazonas               1,1%
Rio de Janeiro               1,0%
Mato Grosso do Sul               0,9%
Amapá               0,9%
Roraima               0,3%
Rondônia               0,1%
Maranhão               0,1%
Tocantins              -0,2%
Acre              -1,3%
Mato Grosso             -3,0%
BRASIL              1,7%

Fonte: Paraíba Notícia e IBGE