Curso de verão: Rede municipal de João Pessoa inicia aulas de reposição pedagógica para melhorar aprendizado prejudicado na pandemia

Curso de verão: Rede municipal de João Pessoa inicia aulas de reposição pedagógica para melhorar aprendizado prejudicado na pandemia

Por Edmilson Pereira - em 1 ano atrás 600

A Secretaria de Educação e Cultura de João Pessoa iniciou, na manhã desta terça-feira (10), o “Curso de Verão – Saberes da Leitura, da Escrita e do Cálculo”, voltado para alunos do 4º ao 7º ano do Ensino Fundamental que apresentam dificuldades com a Língua Portuguesa e Matemática.

As atividades, que se estenderão até 27 de janeiro, atende a 7 mil estudantes que estavam com baixo nível de aprendizado em 2022 nessas duas disciplinas, em decorrência da pandemia.

A secretária de Educação e Cultura do município, América Castro, participou da abertura do projeto em duas escolas municipais, na Oscar de Castro, em Cruz das Armas, e na Lions Tambaú, nos Bancários. Ela ressaltou a importância do projeto no reforço ao aprendizado tanto para garantir a reposição do tempo pedagógico dos alunos que se sentiram prejudicados com as mudanças na metodologia de aulas durante a pandemia, quanto por permitir a realização de um diagnóstico sobre a situação de cada um diante dessas dificuldades.

“Além da reposição das aulas, estamos trazendo um modelo diferente de acolhida com a oferta de café da manhã e de aulas com professores específicos da alfabetização, com equipe pedagógica acompanhando todas as atividades”, destaca a secretária. Ela acrescentou ainda que “alguns pais diziam que os filhos não tinham aprendido direito e que já tinham passado para o próximo ano escolar, então, foi ouvindo esses relatos que tivemos a ideia de trazer este modelo para João Pessoa e está sendo bem aceito por eles”.

Segundo Janete Farias Correia Souza, professora da Escola Municipal Oscar de Castro, o Curso de Férias veio somar no aprendizado dos alunos prejudicados pela pandemia. “O resultado deste conteúdo será visto por eles no início do ano letivo de 2023 e eles estarão bem e com o nível de aprendizado melhor. Esta é a oportunidade deles melhorarem e se sentirem mais estimulados para o próximo ano letivo que vai começar”, frisou.

A opinião da professora é reforçada pela aluna Theodora Pintas Marques, do 3º ano da Escola Municipal Lions Tambaú, nos Bancários, que diz que o curso veio para ajudar os que apresentaram dificuldade na Língua Portuguesa e em cálculos. “Achei bem legal, pois vai nos ajudar a entender melhor as matérias”, declarou.
Na Língua Portuguesa, conforme o projeto, o foco das atividades é o processo de alfabetização, a fluência na leitura e o desenvolvimento da produção textual. Na Matemática, será priorizado o estudo das quatro operações a partir da resolução de problemas.

Ao final de cada semana, o professor encaminhará uma atividade para ser realizada em casa, reforçando o que foi trabalhado no período. Ao término do curso será aplicada uma atividade avaliativa para identificar o nível de aprendizagem dos estudantes, de acordo com os padrões de leitura, escrita e cálculo trabalhados durante as três semanas de intervenção pedagógica.

As turmas são organizadas em grupos de 20 alunos, por nível de aprendizagem, conforme demanda da escola. Cada grupo formado terá dois dias de aula de Língua Portuguesa (terças e quartas-feiras) e um dia de aula de Matemática (quintas-feiras).

Fonte: Secom/JP