Valter Nogueira

por Valter Nogueira - 2 meses atrás

Saúde do Estado precisa alinhar o discurso

O alto escalão da Secretaria de Estado da Saúde da Paraíba precisa, com urgência, alinhar o discurso – falar a mesma língua -, como forma de não confundir a população. Falo da possível flexibilização (ou não) das medidas sanitárias de prevenção e combate ao novo coronavírus (Covid-19).

Há divergência nas recentes declarações dos  doutores Geraldo Medeiros (secretário) e Daniel Betrammi (secretário executivo), acerca do assunto em tela. As falas de ambos constam em matérias jornalísticas, publicadas em dois portais de notícias de João Pessoa (Clickpb e Portal T5).

De acordo com o secretário Geraldo Medeiros, o atual cenário de segurança sanitária na Paraíba permite flexibilizar “um pouco mais”.

– O que seria “um pouco mais”?

Por outro lado, o secretário executivo Daniel Beltrammi se mostra preocupado com a variante Ômicron. Por essa razão, Beltrammi  usou as redes sociais para pedir que a população reforce os cuidados.

A fala do secretário executivo sugere, nas entrelinhas, que o momento é de prudência, cautela, e não de flexibilização.

Ômicrom

A variante Ômicrom já foi identificada em dez países, ao menos. O temor de que a mutação chegue no Brasil obrigou as autoridades tomar medidas, como proibir voos que tenham origem ou passagem pela República da África do Sul.

Novo Decreto

A título de esclarecimento, vale informar que as novas medidas a serem adotadas em novo decreto estadual ainda não foram definidas. Esta serão discutidas em reunião agendada para esta terça-feira (30). O novo decreto entra em vigor na quarta-feira, dia 1º de dezembro do ano em curso.