WORKSHOP: Vara da Infância e Juventude de João Pessoa realiza Curso de Preparação à Adoção

Por Edmilson Pereira - em 3 meses atrás 190

A 1ª Vara da Infância e da Juventude de João Pessoa iniciou, nesta terça-feira (19), ao Curso de Preparação Psicossocial, Pedagógica e Jurídica para Adoção. O workshop de 16 horas/aula  terá continuidade nesta quarta-feira (20). 48 casais das comarcas de João Pessoa, Caiçara, Bananeiras e Santa Rita se inscreveram. A capacitação acontece no auditório do Complexo Judiciário (Escola Superior da Magistratura e Corregedoria-Geral de Justiça), no Bairro do Altiplano, em parceria com a Comissão Estadual Judiciária de Adoção (Ceja).

O foco da formação será a Adoção Necessária, anteriormente denominada Adoção Tardia, com o objetivo de sensibilizar os casais sobre o tema para que possam, assim, ampliar seus perfis.

“Decidimos ampliar para dois dias, porque a temática é muito envolvente e não conseguíamos esgotar o assunto apenas em um dia. Então, mantivemos a programação com as áreas de competência, mas com mais tempo para que todos os pretendentes tenham oportunidade de tirar todas as dúvidas”, explicou o juiz Adhailton Lacet Porto, titular da 1ª Vara da Infância da Capital e coordenador da Infância e da Juventude do Estado.

O titular da  Vara da Infância e da Juventude de João Pessoa esclareceu que o curso vai viabilizar a participação dos pretendentes encaminhados pelas comarcas do interior, que integram a 1ª Circunscrição e não possuem profissionais suficientes do Setor Psicossocial. “Se os pretendentes faltarem um dos dias da capacitação, o certificado não será entregue, inviabilizando a habilitação”, arrematou.

A palestra inicial foi sobre ‘Aspectos Jurídicos da Adoção’, ministrada pelo magistrado, em parceria com a defensora pública Elza Régis de Oliveira Lima e a promotora de justiça Soraya Escorel, ambas atuantes na 1ª Vara da Infância. Cada um explicou a participação dos Órgãos no processo de adoção e respondeu dúvidas da plateia.

Também compuseram a mesa de abertura as psicólogas Ana Lúcia Cananéa (Ceja), Maria Goreti Abrantes (coordenadora do Setor de Adoção da 1ª Vara) e Ilma Araújo Montenegro (coordenadora do grupo Adoptare). No decorrer do curso, as especialistas proferirão palestras sobre ‘Apectos Psicológicos da Adoção’, ‘Programa Acolher’ e ‘Grupo Adoptare’, respectivamente.

“Os adolescentes não são vistos como opção para adoção pelo perfil que se tem no Brasil. A preferência é para crianças abaixo dos cinco anos. Precisamos que o nosso público entenda que toda pessoa precisa de um lar, independentemente de ser criança ou adolescente”, explanou a psicóloga Maria Goreti.

Paulo Henrique de Melo e Cleciana Camilo de Melo é um dos casais que participam do curso e demonstraram surpresa com todo o processo de adoção. “Conversamos muito sobre o assunto e a família teve participação importante na tomada de decisão. Ficamos admirados com a organização e a preocupação da equipe com os pais que vão receber a criança, para que tenhamos uma formação adequada e possamos receber essa pessoa tão especial que estamos esperando”, relatou o professor Paulo.