Vereadores de João Pessoa homenageiam deputado federal Rômulo Gouveia

Por Edmilson Pereira - em 5 meses atrás 138

“Enterrei um pai no dia em que eu deveria comemorar mais um ano de vida”, lamentou o vereador Dinho (PMN), a perda do melhor amigo, além de parceiro político, o deputado federal Rômulo Gouveia, que faleceu aos 53 anos, na madrugada do domingo (13), Dia das Mães, vítima de um infarto fulminante.

Foi assim que Dinho abriu os discursos em tribuna, nesta manhã de terça-feira (15), na Câmara Municipal de João Pessoa, informando ainda que o estúdio da Rádio Câmara JP FM 88.7 se chamará Rômulo Gouveia, em uma iniciativa da Mesa Diretora da Casa. A ocasião sensibilizou várias homenagens dos parlamentares da Câmara da Capital à personalidade da política paraibana que se foi.

Ao falar de sua convivência com Rômulo Gouveia, Dinho exibiu fotos a partir das quais rememorou tempos em que integrou a equipe de assessores parlamentares do político e momentos que fizeram a relação de ambos passar da amizade para algo de natureza familiar. Em uma das imagens, um encontro há quase um ano, em Brasília (DF), no qual a pauta foi articular o sinal digital da TV Câmara JP e a ativação da Rádio Câmara JP FM.

“Ele dizia ser movido por gestos e talvez a Paraíba não tenha agora alguém do seu quilate e qualidade. Foi-se Rômulo, o gordinho mais leve que já conheci, mas fica o seu legado. Um homem monstro, que foi liderança como vereador, deputado estadual e federal. Um exemplo de ator político com quem sempre estive aprendendo. Era o melhor amigo que eu tinha, alguém verdadeiro, confidente e que sempre participou da minha vida. Foi difícil passar meu aniversário, ontem, sem essa companhia”, revelou Dinho.

Vários parlamentares da CMJP apartearam o orador, rendendo homenagens à liderança paraibana. Para Milanez Neto (PTB), Rômulo Gouveia poderia ser sintetizado numa palavra: humildade. “O amor e o cuidado que Rômulo tinha com Dinho era como se fosse de um pai para um filho. Sua política era baseada na fraternidade e amizade ao próximo. Ele sempre estará vivo nos corações de cada um de nós”, declarou.

“De todos os homens políticos com quem tive oportunidade de conviver, ele era o mais carinhoso, atencioso e afável. Difícil alguém se comportar na vida pública como ele se comportava. A Paraíba perde um homem público extremamente vocacionado, que fazia política com talento, fosse de manhã, à tarde ou à noite. De maneira integral, ele se dedicava a servir ao povo. Quando se perde alguém com essa envergadura, todos perdem”, relatou Bruno Farias (PPS).

Damásio Franca (PP) destacou que, onde Rômulo Gouveia chegava, conseguia conquistar a todos. “Tanto é que foi vereador e presidente da Câmara de Campina Grande, foi deputado estadual e presidente da Assembleia da Paraíba e ainda foi o quarto secretário da Mesa Diretora da Câmara Federal”, citou. “Perdemos uma grande liderança da Paraíba, independente da bandeira partidária. O legado dele, uma pessoa atenciosa, sensível e extremamente acolhedora, falará muito mais alto”, acrescentou Tibério Limeira (PSB).

“Ele nos deixou exemplos de humildade, generosidade e atenção na política e relações pessoais. Um homem generoso e de uma atenção sem igual. Não importava a situação, ele sempre nos respondia ou dava alguma satisfação”, revelou Raíssa Lacerda (PSD), que fundou, junto a Rômulo Gouveia, o diretório do PSD na Paraíba.

“Ele se foi porque não conseguiu esperar o momento certo de estar bem pra voltar a trabalhar. Rômulo tinha vontade de satisfazer aqueles a quem recorriam a ele, que confiavam nele. Não era questão de apenas atender a potenciais votos, ele se sentia bem em fazer o melhor para os próximos. Ele tinha amizade e consideração pelas pessoas”, afirmou Eliza Virgínia (PP).

Segundo João Almeida (Solidariedade), Rômulo Gouveia foi o político paraibano que mais aglutinou pares e diversidades para perto de si. “Ele era uma pessoa diferente dos demais. O maior exemplo que nos deixa é que a humildade abre todas as portas, inclusive as do coração”, comentou.

Para Eduardo Carneiro (PRTB), Rômulo Gouveia era carinho, amizade, exemplo de como se faz a boa política, do fazer bem ao próximo sem distinção, e alguém de prestígio em Brasília por conta do que construiu. “A maneira com a qual ele sempre lidou com a vida pública é exemplar. Ele sempre estará presente na política paraibana, pois por onde andarmos, ouviremos um relato de algo positivo vindo dele para o Estado”, constatou.

Os parlamentares Helena Holanda (PP), Bosquinho (PSC), João dos Santos (PR) e Carlão (PSDC) também enalteceram a liderança e a passagem em vida de Rômulo Gouveia. Ao terminar sua fala, Dinho também sugeriu que a Casa Napoleão Laureano realize uma sessão em homenagem à trajetória política de Rômulo Gouveia e os ganhos que o deputado viabilizou para a Capital e toda a Paraíba. “Meus sentimentos a toda a família. Que Deus e o tempo possam curar a perda”, desejou, contendo a emoção, o vereador.