USP de São Carlos desenvolve biossensor que identifica câncer de próstata em 1 hora

Por Edmilson Pereira - em 9 meses atrás 280

Apontado como o tipo de câncer mais comum e incidência no sexo masculino, pesquisadores do Instituto de Física de São Carlos (IFSC) da Universidade de São Paulo (USP), em parceria com o Hospital de Amor de Barretos (SP), desenvolveram um biossensor capaz de identificar o câncer de próstata e também descobrir se a pessoa tem predisposição a desenvolver a doença,  em apenas uma hora.

A tecnologia tem baixo custo – cerca de R$ 4 por teste – e é menos invasiva que os exames disponíveis atualmente.
Segundo o Instituto, a tecnologia ainda está em processo de patente e pode levar alguns anos para chegar ao mercado.

O novo biossensor é uma lâmina que tem uma camada de ouro, nanotubos de carbono, quitosana e um pó extraído da casca do camarão.