TURISMO: Cidade de Braga se torna o novo destino preferido de brasileiros em Portugal

Por Edmilson Pereira - em 10 meses atrás 1397

Fazia calor em Braga em meados de julho quando o advogado carioca Edison Puppim buscou o filho Igor na piscina pública. Ao lado da mulher, a enfermeira paulista Alessandra Nogueira, ele deu a partida no Alfa Romeo ano 1999 e fez a volta rumo à loja de 140 m2 no centro, alugada por €350 mensais.

Ali funcionará a biscoiteria Último do Pacote. Assim foi parte do dia do trio, que vive mais uma história de recomeço neste novo eldorado em Portugal da população brasileira , que em dez anos passou de 2.596 para 6.168 na cidade, um crescimento de 137,6%.

Os novos habitantes buscam um custo de vida mais barato que Porto e Lisboa, mas com a vantagem de morar em uma cidade com bons serviços públicos, estímulo ao empreendedorismo e segurança.

O aumento do fluxo é visível nas ruas bracarenses desde 2015. O salto dos 3.119 daquele ano para quase o dobro foi intenso.

— Dizemos, de brincadeira, que o “brasileiro” é a língua oficial de Braga. Até o clima está mais tropical — disse o prefeito Ricardo Rio, que recebe regularmente em seu gabinete os recém-chegados em busca de informação para investir ou abrir negócio.

Edison conseguiu uma vaga para estacionar o carro quase em frente ao Sushi Brazil, administrado por um casal de brasileiros. Ao descer, apontou para a fachada de vidro da sua loja, vizinha ao restaurante, e contou como chegou a Braga.

— Viemos em janeiro, estudamos tudo, e nos mudamos definitivamente em março deste ano. Temos um número mágico, que é € 1,2 mil mensais (R$ 5.163). É quanto nós três precisamos para viver com qualidade. Metade do valor é para o aluguel de um dois quartos bem localizado — explicou Edison, lembrando que o plano é fazer a loja ser autossufuciente em breve.

— Porto e Lisboa são caras, principalmente aluguéis de apartamentos como o nosso, que nas duas custam €900. Braga é uma cidade mais barata, jovem, e com excelente qualidade de vida — acrescentou Alessandra.

Incentivos

A Associação Comercial de Braga registrou a inscrição de 11 novos negócios de brasileiros nos últimos 18 meses, o que representa quase dois novos empreendimentos por mês. A prefeitura tem um sistema de incentivos fiscais capaz de permitir até a isenção total em função do volume de investimento e quantidade de emprego gerado. Desde 2014, aproximadamente duas mil vagas foram criadas.

Dono do maior aporte econômico visível de brasileiros em Braga, o Grupo Orient Cinemas, de Salvador, abriu em 2017 a rede Cineplace, com 12 salas no Centro Comercial Nova Arcada. Naquele ano, foi o segundo maior exibidor de Portugal.