Suplente da nomeada ministra do Trabalho Cristiane foi condenado a 12 anos de prisão por estupro

Por Edmilson Pereira - em 9 meses atrás 151

Com a possível posse de Cristiane Brasil (PTB-RJ) no Ministério do Trabalho, assumirá vaga na Câmara o ex-vereador de Campos dos Goytacazes Nelson Nahim (PSD-RJ). Em 2016, ele foi condenado pela Justiça a 12 anos de reclusão em regime fechado por estupro e exploração sexual de menores de 18 anos.

O suplente é irmão do ex-governador do Rio Anthony Garotinho (PR). Além de vereador, foi prefeito de Campos no período em que a cunhada, Rosinha Matheus (PR), foi afastada do cargo pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do Rio, em 2010.

Nahim foi condenado por envolvimento no caso das “Meninas de Guarus”.

De acordo com o Ministério Público Federal, autor da denúncia, crianças e adolescentes, algumas na faixa dos oito a 11 anos, eram mantidos em cárcere privado para a prostituição em casas na região de Campos.

A Procuradoria sustenta que menores eram drogadas para oferecer menos resistência e chegavam a fazer 30 programas por dia. O ex-vereador, que foi preso por envolvimento no caso, foi acusado de manter relações com uma menina de 15 anos.

A condenação a 12 anos foi pelos crimes de estupro, coação no curso do processo, e submissão de criança/adolescente a prostituição/exploração sexual.

Nahim nega todas as acusações. Em publicação em sua página no Facebook, disse na quinta (4) que mostrará sua “inocência”.

Ele afirmou que vai entregar em cada gabinete da Câmara “cópias de todos os documentos da grande e absurda injustiça” a que teria sido submetido.

Fonte: Redação e O Globo