INDÚSTRIA: Economia no Brasil dá sinais de retomada mais lenta

Por Edmilson Pereira - em 8 meses atrás 121

O desempenho fraco de indicadores econômicos neste início de ano causou uma rodada de revisões nas expectativas mais otimistas para o crescimento do PIB em 2018. A percepção é que, ancorada em dados vacilantes, a economia ainda não arrancou como se esperava, e a recuperação se torna cada vez mais dependente de um segundo semestre mais forte.

O comércio varejista tem sido afetado pelo desemprego de 13 milhões de brasileiros e pela informalidade que marca a lenta recuperação no mercado de trabalho.

O indicador da atividade comercial, responsável por mais de 60% do PIB, caiu 0,2% em fevereiro e frustrou a alta prevista, de 0,8%. Os serviços também não mostraram vigor. Cresceram apenas 0,1% no período.

A produção da indústria, que vinha surpreendendo positivamente, também engasgou, com alta modesta (0,2%). Esse quadro impactou as projeções para o PIB do primeiro trimestre de 2018.

Os dois maiores bancos brasileiros privados, o Itaú e o Bradesco, já reduziram as suas estimativas.