Estado paga folha de junho segunda e terça e Bradesco estorna valores dos empréstimos consignados descontados indevidamente

Por Edmilson Pereira - em 2 semanas atrás 231

O Banco Bradesco, que detém as contas do governo da Paraíba, incluindo o pagamento da folha de pessoal, foi forçado a devolver, estornando  nas contas dos servidores públicos estaduais, os valores descontados das parcelas de empréstimos consignados.

A decisão foi juiz João Machado de Souza Júnior, que determinou, em decisão prolatada nesse sábado (27), que o banco Bradesco devolva os valores descontados referentes a empréstimos consignados dos servidores estaduais da Paraíba, que o Banco havia descontado, descumprindo a Lei estadual nº 11.699, que determina a suspensão da cobrança dos empréstimos consignados,  por 120 dias.  A Lei aprovada recentemente pela Assembleia Legislativa e sancionada pelo governador João Azevêdo (Cidadania).

A decisão do juiz João Machado de Souza Júnior foi para atender  reclamações dos funcionários, através de entidades representativas, de que o banco fez o desconto dos empréstimos, mesmo com a lei em vigor , que proíbe esse desconto durante a pandemia do novo coronavírus.

Vários servidores do Estado confirmaram que o Banco Bradesco tinha estornado, no final da tarde desse sábado,  o valor que tinha sido descontado nos salários deste mês, cujo pagamento acontece nesta segunda-feira (29), para aposentados e pensionistas, e dia 30 (terça-feira),  para os demais servidores da ativa.

O governo do Estado fez o crédito dos aposentados e pensionista já nesse sábado e a Cotada disponibilizou os contracheques dos demais servidores, possibilitando a constatação do desconto pelo Bradesco.