DIA MUNDIAL DA AIDS: 15% dos brasileiros que têm o vírus HIV não sabem, aponta dados do ministério da saúde

Por Edmilson Pereira - em 1 semana atrás 309

900 mil brasileiros que carregam o vírus do HIV e mais de 135 mil brasileiros podem ter Aids sem saber

Dos 900 mil brasileiros que carregam o vírus do HIV, transmissor da Aids , 15% (135 mil pessoas) não têm consciência disso. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde, em evento na manhã desta sexta-feira, em Brasília.

A pasta divulgou os dados sobre a incidência de HIV/Aids na população por ocasião do Dia Mundial de Luta Contra a Aids, neste domingo (01).  O número de contaminados continua subindo no país: há um ano eram 866 mil pessoas.

— O desafio é diagnosticar esses casos. Aí, vou aumentar o número total, mas é uma epidemia oculta. Os casos existem e o que precisa é fazer o diagnóstico. Esse é o nosso desafio para os próximos anos — afirmou Gerson Fernando Pereira, diretor do departamento de doenças de condições crônicas e infecções sexualmente transmissíveis

De acordo com os dados apresentados nesta sexta-feira, de 900 mil pessoas com HIV, 766 mil foram diagnosticadas, 594 mil fazem tratamento com antiretroviral e 554 mil não transmitem o HIV.

De acordo com Pereira, a estimativa de pessoas com vírus HIV é feita pelo software Spectrum, do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (Unaids). Munido de informações sobre a incidência de infecções na população em geral e nos grupos de risco, o programa chegou ao cálculo de 900 mil infectados.

— Fazemos pesquisas de incidência do vírus em parturientes e em rapazes que se alistam nas Forças Armadas. Além deles, incluímos também as taxas do grupo de risco ( 18% nos homens que fazem sexo com homens, 5,3% nas mulheres profissionais do sexo e 31% em travestis e transexuais). Com estas informações, o software chegou ao número de 900 mil infectados. Fazendo a diferença entre a estimativa e o número de pessoas já diagnosticadas no Brasil, chegamos ao resultado de que 135 mil brasileiros vivem com HIV e não sabem — explica.

A nova campanha vai focar na população jovem, reforçando a importância da prevenção, testagem e tratamento: “Se a dúvida acaba, a vida continua”.

O número de casos registrados de Aids, quando a pessoa desenvolve a doença, segue a tendência de queda: em 2018 foi de 37.161 (17,8 por 100 mil/hab), em 2017 foram 37.791, ou 18,3 por 100 mil/hab.