Candidato Anísio Maia propõe mesa de negociação com servidores municipais e concurso público permanente na Prefeitura de João Pessoa

Por Elison Silva - em 4 semanas atrás 50

Uma mesa de negociação constante com os servidores públicos e concurso para sanar o déficit de pessoal nas estruturas públicas da Prefeitura de João Pessoa são as principais propostas que o candidato Anísio Maia (PT) defende para a categoria. Anísio participou na manhã desta quarta-feira (28) de um ato contra a reforma administrativa e em defesa do serviço público. A manifestação aconteceu no Ponto de Cem Réis, no Centro de João Pessoa.

Anísio Maia destacou que a proposta de gestão de pessoal frente à Prefeitura de João Pessoa prevê a implantação de uma mesa de negociação permanente com as várias categorias para discutir as demandas. “Nós temos um plano de negociação permanente. Quando o PT estava na gestão da Prefeitura de João Pessoa nós tínhamos uma mesa permanente de negociação em que de forma permanente havia debates e diálogos e é isso que queremos reestabelecer. Depois, a realização de concurso público, de forma permanente, e não por indicações puramente eleitoreiras e politiqueiras. Vamos investir também na valorização salarial para que todos sejam reconhecidos no seu verdadeiro papel que é o de servir à população”, disse.

Anísio Maia explicou que o ato contra a reforma administrativa reforça a necessidade de defesa do servidor e do serviço públicos para evitar a precarização dos serviços. “O ato público dos servidores defende naturalmente o serviço público de qualidade para atender melhor a população. Essa história de reformas e mais reformas desse governo nós sabemos qual a orientação que resulta em prejuízo para os servidores e a população. Com a reforma administrativa se prevê a diminuição dos direitos dos servidores e a quebra da estabilidade do trabalho para ficar dependente de qualquer governo de plantão. Nós defendemos o serviço público e a estabilidade do emprego para que o servidor seja independente diante de qualquer partido”, frisou.